Follow by Email

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Se for para ser a pedra no sapato de alguém... Não quero ser pedra em 'qualquer' sapato... Que seja pelo menos um belo salto alto!" Danielle Sgorlon

pedra no sapato

Quem não sabe quanto dói uma pedrinha no sapato?
Por menor que seja, incomoda pacas!
Hoje eu fui premiado com um! Um saco!
Parei no meio do caminho e no meio da rua, sem me importar com nada! Retirei do sapato a dia cuja e segui em frente, numa boa!
E me veio à mente, uma idéia para mais uma crônica - Pedrinhas no Sapato.
Todos nós, todos os dias, temos uma pedra, ou uma pedrinha no sapato de nosso dia-a-dia!
Uma conta a pagar, uma lição para estudar, um trabalho a fazer, uma visita chata, um resultado de exame médico, uma resposta de um possível emprego, um problema familiar, uma dor de dente!
São tantas as pedrinhas...E às vezes, uma do tamanho do nosso sapato. E até maior que ele.
Quanto às primeiras de que falei, a solução é rápida e fácil. É só tirar o sapato e expulsá-las.
Mas, a coisa se complica, quando o problema está nas pedrinhas de nossas vidas!
Dizem, que, no céu, não existem pedrinhas em sapato algum. Mesmo porque a gente vai prá lá, quando consegue ir, apenas de meia, ou descalço mesmo.
Mas, quem quer ir pro céu? Eu digo agora, já, hoje?
Eu não!...
Prefiro continuar por aqui mesmo, tirando o sapato no meio da rua e tirando de letra as pedrinhas do meu dia-a-dia.
Quanto às grandes pedras, pedronas e pedradas da vida - elas não são maiores do que a força interior que existe dentro de cada um de nós - Deus!
Ele, sim, é grande! Pode crer!


Esta crônica é herança de João José Corrêa (Dedé Corrêa).

Nenhum comentário:

Postar um comentário